FECHAR
Artigos

Manejo de solo para a alta produtividade da soja

353 vizualizações | Postado em 13 de novembro de 2018 Manejo de Solo 780x470 - Manejo de solo para a alta produtividade da soja

A construção da fertilidade do solo pode levar anos e requer um bom manejo de sistema agrícola. Alguns pontos para a diagnose da fertilidade podem chamar mais atenção, como a etapa das coletas de solo para análise, correções com calcário e gesso agrícola, sistemas de semeadura e adubações em geral. Todos esses componentes, aliados ao uso de variedades mais adaptadas e com procedência, elevam o potencial para excelentes resultados na colheita.

Análise de solo

Quando se trata de análise de solo, a coleta é uma ação crítica e deve seguir parâmetros específicos de modo a minimizar possíveis equívocos nas etapas adiante. Por exemplo, é preciso que, quem esteja coletando as amostras, divida a área em glebas homogêneas, utilize um equipamento adequado, como trado, e tenha o máximo de cuidado para não provocar nenhum tipo de contaminação das amostras.

A coleta de solo deve ser feita ao fim da última colheita de grãos da respectiva área, evitando períodos extremos, seja de umidade ou seca. Deve ser repetida anualmente, de acordo com a mesma geolocalização dos pontos e a mesma época de coleta. Normalmente, são colhidas amostras de 0 a 20 cm de profundidade, mas a coleta também poderá ser de 20 a 40 cm, a fim de identificar eventuais índices de toxidez em subsuperfície.

 

Alguns pontos e valores que mais chamam atenção na análise de solo:pH (ideal entre 5,5 a 6,0), V% (50 a 70)Ca (> 3,0 cmol/dm3)Mg (> 0,9 cmol/dm3)

CTC, Ca na CTC (50%), Mg na CTC (10 a 20%) e K na CTC (2 a 5%)

K (> 0,2 cmol/dm3)

S (> 10 mg/dm3)

P (> 12 a 15 mg/dm3)

Saturação por alumínio tóxico na camada de 20 a 40 cm (m < ou = 0,0)

 

 

 

 

 

 

 

 

Correção

Após serem identificadas situações em que é necessário corrigir a acidez do solo com calagem, a correção deverá ocorrer ao menos 90 dias antes do plantio. A quantidade indicada de cálcio e magnésio para cada solo difere, e deve ser preparada conforme a análise.

A gessagem não equilibra o pH e, por isso, não corrige a acidez. Porém, é uma boa forma de complexar o alumínio trivalente, elemento tóxico para as plantas. Com a gessagem, são identificados um melhor desenvolvimento do sistema radicular da soja e um aumento considerável de absorção de água e nutrientes.

Plantio direto

A melhoria do solo, por meio da disponibilidade da matéria orgânica da palhada, é apenas uma das vantagens do plantio direto. Quando é bem conduzido e aliado ao bom manejo de solo, esse tipo de plantio permite uma maior retenção da umidade no solo. Esse sistema é benéfico, e evita perdas com erosão e lixiviação de nutrientes.

Adubação

Quando as características naturais do solo não garantem produtividade, a adubação é uma forma de suprir os nutrientes do solo, para que as plantas expressem o seu máximo potencial produtivo. Alguns dos nutrientes essenciais e que são mais exigidos pela soja são o fósforo, o potássio e o enxofre. O nitrogênio também tem um papel importante e, que de certa forma, é totalmente disponibilizado pelas bactérias fixadoras de N, que não necessariamente carecem da complementação do nitrogênio no sistema através da adubação mineral.

Investimento x retorno

A resposta da cultura aos investimentos em adubação não é uma questão simples. Existem diversas interações entre genética, ambiente, solo e outros fatores não controláveis, como, por exemplo, o clima. A matéria orgânica, a argila e a quantidade de água podem causar efeitos na produtividade. Portanto, contar com boas variedades e pacotes tecnológicos, realizar o manejo e tomar decisões no momento certo faz parte de um conjunto de atitudes essenciais para o agricultor que busca produtividade elevada.

Compartilhar
Esse post foi útil para você?

Comentários

Deixe o seu comentário!

Cadastre-se para receber as novidades do
Sistema Monsanto de Manejo

Copyright © 2019 Monsanto Company. CNPJ 64.858.525/0001-45.
Todos os direitos reservados. Proibida a cópia sem prévia autorização de seus idealizadores.

ADVERTÊNCIA: Os agrotóxicos são produtos perigosos à saúde humana, animal e ao meio ambiente. Antes de manuseá-los, leia atentamente e siga rigorosamente as recomendações contidas no rótulo, na bula e no receituário agronômico. Utilize sempre os equipamentos de proteção individual. nunca permita o manuseio de agrotóxicos por menores de idade. Descarte corretamente as embalagens e os restos dos produtos. não reutilize as embalagens vazias. Informe-se sobre aimportância do manejo integrado de pragas.

CONSULTE SEMPRE UM ENGENHEIRO AGRÔNOMO. VENDA SOB RECEITUÁRIO AGRONÔMICO.