FECHAR
Artigos

Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

118 vizualizações | Postado em 20 de junho de 2018 lagarta do cartucho spodoptera 1 780x470 - Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

A Spodoptera frugiperda está hoje entre as principais pragas da cultura do milho. Seu potencial destrutivo e a rapidez com que se desenvolve fazem do seu manejo um grande desafio para o agricultor. A melhor alternativa para evitar prejuízos causados por esse inseto é conhecê-lo melhor, entendendo sua biologia e seu hábito alimentar. Assim, o Manejo Integrado de Pragas (MIP) ganha eficiência, e a praga pode ser mantida em populações abaixo do nível de dano econômico.

S frugiperda 13 - Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

Como identificar a Spodoptera frugiperda?
A S. frugiperda recebeu o nome popular de “lagarta-do-cartucho”, graças ao seu hábito de atacar e se alojar no cartucho da planta de milho. Favorecida pelo clima quente e seco, sua presença é maior em períodos com menos chuvas.

Essa lagarta apresenta pontuações pretas em pares ao longo do dorso. Possui quatro pontuações no fim do abdômen dispostas em forma de quadrado. O que pode ajudar a diferenciar essa praga de lagartas semelhantes, como a “lagarta-rosca” (Agrotis ipsilon), é a marca em formato de “Y” invertido, visível na cabeça dessa praga.

MOR.AS .IA .Geral .SPOD .F09 - Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

Os danos da praga
Enquanto a lagarta está em tamanho pequeno, seus danos são raspagens em linhas retas nas folhas da planta de milho. Quando cresce, a S. frugiperda ataca o cartucho e se aloja dentro dele. Conforme a planta cresce, os danos vão aparecendo nas folhas que conseguem se desenrolar, em formato de furos desuniformes. Porém, a principal característica é o resíduo amarelo deixado pela praga na planta, o que dificulta a penetração de inseticidas no interior do cartucho, atrapalhando o manejo.

lagarta do cartucho spodoptera 1 - Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

Impactos econômicos
A mariposa fêmea da S. frugiperda oviposita uma massa de 100 a 300 ovos na folha do milho. Após a eclosão, as lagartas se alimentam das folhas e provocam o sintoma de raspagem. Com o passar dos dias, essas larvas migram para o interior do cartucho.

ovo lagarta - Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

Nas fases iniciais da lavoura, a praga atinge a base da planta, que pode morrer de acordo com a intensidade do ataque. Entre os estágios V2 e V4, a lagarta penetra o interior da planta e se alimenta do cartucho, ocasionando o sintoma conhecido como “coração morto”. Durante a fase de enchimento de grãos, a espiga também pode sofrer ataques, e, em alguns casos, chega a cair da planta. Como agravante desse quadro, o índice de grãos ardidos e de micotoxinas pode aumentar.

mip 2 - Pragas do milho: Spodoptera frugiperda

Manejo no momento correto: sucesso e eficiência
A praga precisa ser controlada enquanto seu tamanho é pequeno e seus danos são apenas raspagens. Se o manejo acontece muito tarde, é mais difícil atingir a praga, devido aos resíduos que ela deixa na planta. Por isso, a estratégia do Manejo Integrado de Pragas (MIP) deve ser executada na lavoura do início ao fim. Com a junção da biotecnologia VT PRO3, do monitoramento e da aplicação de inseticidas, a lavoura pode ser protegida dos danos severos da lagarta-do-cartucho.

Passo a passo:
Monitore a lavoura: esteja no campo para identificar a presença da lagarta e o nível de dano causado por ela nas plantas. Isso é fundamental para realizar o controle no momento certo.

Aplicação: de acordo com a escala Davis, quando as plantas apresentarem raspagens e pequenos furos em 20% das plantas amostradas, o manejo com inseticidas deve ser iniciado. A partir dessa ação, o monitoramento deve prosseguir. Com o surgimento de uma nova infestação, aplicações devem ocorrer novamente, seguindo a dose correta do produto mais adequado para a praga.

Quer saber quais inseticidas são mais recomendáveis para o controle dessa lagarta? Acesse a nossa árvore de recomendação de inseticidas:
http://roundupreadyplus.com.br/ferramentas/arvore-de-recomendacoes-inseticidas/.

Compartilhar
Esse post foi útil para você?

Comentários

Deixe o seu comentário!

Cadastre-se para receber as novidades do
Sistema Monsanto de Manejo

Copyright © 2018 Monsanto Company. CNPJ 64.858.525/0001-45.
Todos os direitos reservados. Proibida a cópia sem prévia autorização de seus idealizadores.

ADVERTÊNCIA: Os agrotóxicos são produtos perigosos à saúde humana, animal e ao meio ambiente. Antes de manuseá-los, leia atentamente e siga rigorosamente as recomendações contidas no rótulo, na bula e no receituário agronômico. Utilize sempre os equipamentos de proteção individual. nunca permita o manuseio de agrotóxicos por menores de idade. Descarte corretamente as embalagens e os restos dos produtos. não reutilize as embalagens vazias. Informe-se sobre aimportância do manejo integrado de pragas.

CONSULTE SEMPRE UM ENGENHEIRO AGRÔNOMO. VENDA SOB RECEITUÁRIO AGRONÔMICO.